Procurar

+
Inteligência Emocional + Educação Financeira = Inteligência Financeira

Você alguma vez já saiu do trabalho cansado(a), deu uma passadinha no Shopping e comprou algo, enquanto falava a si mesmo:

“Eu mereço, afinal, eu trabalho para isso!”

Eu já. Várias vezes, principalmente na época das residências médicas que eu fiz (foram 3) e nos primeiros anos no mercado de trabalho.

E sabe por que isso acontece? Porque compramos com a nossa emoção”.

Isso mesmo! Um estudo americano demonstrou que mais de 85% das nossas decisões de compra são emocionais e, caso você ainda não tenha percebido, a venda é totalmente emocional.

Quando você está cansado, chateado ou insatisfeito com algo, você procura “prêmios de consolação” para aliviar a frustração.

Até aí tudo bem! O problema é quando esse dinheiro gasto em alívios para frustração começa a se tornar muito frequente e a comprometer a sua vida financeira.

Se você não se dá conta que está comprando coisas motivado por suas emoções, há uma grande chance de a sua vida financeira se complicar.

Daniel Goleman é um famoso psicólogo americano, graduado em Harvard. Ele passou toda a sua vida estudando o gerenciamento das emoções e acabou criando um termo que ficou muito conhecido:

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Que é ter o máximo de controle possível sobre as suas emoções (100% nós nunca teremos).

Mas é saber identificar a emoção que você está sentindo em determinada ocasião e avaliar se essa emoção é benéfica ou prejudicial para o seu objetivo naquele momento.

Parece difícil? Pois Goleman provou que este gerenciamento das emoções pode ser considerado uma HABILIDADE, ou seja, pode ser treinada e alcançada por qualquer pessoa que se proponha fortemente a aprendê-la.

Comecei a aplicar as técnicas na minha vida e os resultados têm sido muito bons. Eu diria que os melhores resultados foram na área dos relacionamentos e na minha vida financeira.

Afinal, se a venda (e por consequência a compra) são totalmente emocionais, nada melhor do que controlar as minha emoções para controlar o meu dinheiro.

Quando juntamos a Educação Financeira a esse controle emocional então… a nossa vida financeira decola!


Veja bem:
Inteligência Emocional + Educação Financeira = Inteligência Financeira


Foque em aprender a gerenciar as suas emoções e em como fazer o seu dinheiro render melhor. Desenvolva a sua Inteligência Financeira e mude de vida!

 

Um abraço e que Deus te abençoe!

 

Luciano Fernandes

Publicado em:Coaching Financeiro

Comentários (Sem respostas )

Não há comentários até o momento.

Deixe uma resposta