Procurar

+
Por que eu faço isso com meu dinheiro?

Pense em 3 situações:

Pessoas que dizem (ou talvez você mesmo diga), frases como estas, mas que quase nunca cumprem suas resoluções:

“A partir de agora vou começar a gastar menos do que ganho”

“No próximo mês eu começo a poupar para a minha independência financeira”

“Prometo que nunca mais faço uma compra dessas”

“Pronto! Parei! Não entro mais nessas promessas de dinheiro fácil!”

Ganhadores de loteria ou herdeiros de grandes fortunas. Estudos comprovam que mais de 80% deles perdem absolutamente tudo em 2 a 5 anos.

Pessoas milionárias ou bilionárias, articuladores de grandes negócios ou donos de empresas de sucesso quando, por qualquer motivo, quebram a empresa e chegam a ir à falência, após alguns poucos anos, recuperam tudo o que possuíam ou ainda mais, pois aprenderam com seus erros e os corrigiram rapidamente.

O que estas 3 situações têm em comum?

Elas nos fazem pensar que existe algo por trás da forma com que os seres humanos lidam com dinheiro. A maioria das pessoas não consegue fazer o que se programou para fazer em relação ao seu dinheiro e suas finanças. Posso apostar que ao dizer aquelas frases, aquelas pessoas realmente pretendiam colocá-las em prática e os ganhadores de loteria realmente pretendiam manter sua fortuna. Mas não o fizeram. Agiram de forma a lidar com o dinheiro da maneira diferente do que se propuseram.

Mas… por que elas agiram assim?

Porque dentro delas existe uma uma programação inconsciente.

E tudo o que está no nosso inconsciente dirige a nossa vida.

Se você não acredita, perceba a maior parte das suas atividades durante o dia. Não são automáticas? Não falo daquelas que você pensa para fazer, mas das que já estão incorporadas ao seu dia a dia. Imagine se você tivesse que pensar em tudo? Você não conseguiria nem mesmo caminhar e falar ao celular ao mesmo tempo. O sistema automático do nosso cérebro existe para nos proteger. Ele faz com que gastemos menos energia. Mas o problema é que esse sistema também nos leva a poupar energia quando não queremos. Nos leva a agir de maneira automática quando precisaríamos pensar para tomar decisões.

Napoleon Hill escreveu um clássico em 1937 intitulado “Pense e enriqueça”. Ele já sabia que ao fazermos tudo no automático no que diz respeito às nossas finanças, acabaríamos por nos tornar medianos.

Lembre-se: tudo aquilo que está gravado no nosso inconsciente e que nos faz agir no Piloto Automático pode e irá determinar as nossas ações e os nossos resultados.

O que precisamos é parar mais para pensar. Quando falo isso, não estou falando apenas 1 vez, quando for fazer uma compra ou um investimento, mas nos acostumarmos a pensar diariamente, em todas as situações que envolvem o nosso dinheiro, de tal forma que as ações que hoje são pensadas se tornem ações automáticas, mas desta vez, benéficas às nossas finanças.

Faça isso! Pense! Saia do automático e enriqueça! Não sou eu quem está dizendo, mas Napoleon Hill, que dedicou toda a sua vida ao estudo da mente e dos hábitos dos milionários e, claro, tornou-se um deles.


Gostaria de compartilhar com você estas e outras ideias no GRUPO DE INTELIGÊNCIA FINANCEIRA, um curso presencial que acontece na Escola do Coach para quem é inteligente, sabe parar, pensar e aprender a lidar melhor com o seu dinheiro.

 

Vejo você lá. Um abraço e que Deus te abençoe!


Luciano Fernandes – Sócio-Fundador da Escola do Coach e Criador do Curso de Inteligência Financeira

Publicado em:Uncategorized

Comentários (Sem respostas )

Não há comentários até o momento.

Deixe uma resposta